Brick de Desapegos

Ontem estivemos no Brick de Desapegos, no Ocidente. O evento mensal cresceu bastante e nessa edição contou com 80 expositoras, além de fechar a Rua João Telles com os shows das bandas Dating Robots, Disorder e Morra Skip Morra, o food truck Olívia e Palito e a Kombi da loja itinerante Vibrações Positivas.
Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-2

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-8

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-9

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-10

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-11

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-12

Organizado pela dupla Natália Guasso e Sara Cadore Luz, o Brick reuniu a galera que queria desapegar de roupas e acessórios com a que queria adquirir novas peças com preços mais que amigos. O clima de trocas ficou ainda mais animado com a discotecagem de Alessandro Machidonschi e Maurício Cunha durante a tarde.
Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-3

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-4

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-5

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-6

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-7

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-13

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-14

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-15

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-16

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-17

Os doces e salgados das 3 Marias e as bebidas do bar Mondo Cane fizeram sucesso, assim como a novidade da edição: a arara de desapegos d’As Patrícias.

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-18

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-19

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-20

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-21

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-22

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-23

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-24

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-25

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-26

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-27

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-28

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-29

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-30

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-31

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-32

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-33

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-38

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-39

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-40

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-41

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-42

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-34

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-36

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-35

Brick Desapegos @ SSPOA por Claudinha Palma-37
Já estamos ansiosas para o próximo!

0 Comentários

Salpic Wearable Art

Você já ouviu falar do trabalho da brasileira Camila Zupo? A fundadora da Salpic Cultural foi anunciada pelo British Council como vencedora do último prêmio Young Creative Entrepreneur, na categoria Fashion & Design.
Camila atuou na área da publicidade, mas decidiu criar uma produtora cultural para desenvolver novos projetos que gerassem valores sociais e culturais. Assim surgiu a Salpic Cultural e, dentro dela, a Salpic Wearable Art, voltada para o mercado de moda. O projeto é um ateliê que trabalha com moda sustentável e tem como base para as criações a inovadora técnica do upcycling, que reaproveita matérias-primas. Os materiais usados foram tecidos de tapeçaria descartados pela indústria de mobiliário.
vertical_2

vertical_1

O mais legal da Salpic Wearable Art é que ela aborda o assunto da desconstrução de códigos de gênero e a recuperação da expressão individual. A primeira coleção da marca foi inspirada na mulher industrial, padronizada e uniformizada, uma crítica à banalização da mulher que luta por seus direitos e interesses, em detrimento da mulher consumidora. Além disso, trabalhou com peças únicas ou limitadas, produzidas artesanalmente, através da terceirização por cooperativas de artesãs e ONGs que atuam na emancipação feminina.
vertical_3

vertical_5

O prêmio recebido por Camila prestigia os empreendedores que trabalham com materiais, recursos e modelos de negócio inovadores nas áreas de moda e design, envolvidos em questões socioculturais. Os vencedores de vários países viajaram no final de 2014 pelo Reino Unido, onde participaram da London Fashion Week e da London Design Week e tiveram acesso exclusivo a insights da indústria criativa do Reino Unido, além de interagirem entre si, criando uma rede da nova geração global de empreendedores.
vertical_6

vertical_7
Quem busca novas soluções também precisa buscar respaldo e uma boa opção é ampliar os conhecimentos através de um bom curso, mais que criatividade um inovador precisa buscar soluções para disseminar idéias e soluções.
Um bom exemplo para quem busca a inovação no mercado da moda é o MBA de Marketing de Moda da ESPM, uma das melhores pós-graduações para os novos líderes que querem investir em uma carreira sólida no mercado atual. Esse vídeo manifesto expressa bem esse espírito:

As aulas permitem a formação de especialistas em Marketing de Moda que sejam capazes de desenvolver estratégias e ações de marketing e comunicação no ambiente on-line e off-line para os diversos negócios de moda (confecção, indústria de acessórios, calçados, varejo, entre outros). A ideia é que os profissionais sejam capacitados para compreender os fenômenos socioculturais como os trabalhados por Camila, além de prever e antecipar tendências que emergem na atualidade, como é o caso da nova cultura de reaproveitamento ou total utilização de matérias-primas. Te interessou?
Pode saber mais aqui: www.espm.br/mba

0 Comentários

Posts relacionados:

Obah Lelê

Sábado teve o Obah Lelê, bloquinho de rua do hostel Obah, na Dinarte Ribeiro. Pra entrar no clima do Carnaval dá uma olhada no que rolou por lá:
DSC_8945

DSC_8926

DSC_8960

DSC_8956

DSC_8969

DSC_8970

DSC_8974

DSC_9016-2

DSC_9055

DSC_9060

DSC_9061

DSC_9082

DSC_9084

DSC_9136

DSC_9049

DSC_8917

DSC_9098

DSC_9110

DSC_9114

Fotos: Nicolas Colla

0 Comentários

Meca Festival Sul 2015

No último sábado choveu muito, mas não impediu o Meca Festival Sul de animar Maquiné. A quinta edição do evento trouxe Wannabe Jalva, Boogarins, Citizens!, a esperada AlunaGeorge e La Roux, que apesar das suspeitas de playback, fez geral cantar junto.
mecasul_098

mecasul_079

mecasul_080

mecasul_083

mecasul_086

mecasul_087

mecasul_088

mecasul_103

mecasul_111

mecasul_117

mecasul_118

mecasul_120

mecasul_127

mecasul_146

mecasul_149

mecasul_157

mecasul_165

Além dos shows, os Clubinhos deram bossa à Fazenda do Pontal. O Beco203 ocupou uma capela, na YOUCOM teve sorvete e DJ e no da I Hate Flash dava para realizar oficinas de grafite. A barbearia do Cubo e o Heráclito Tattoo também estavam por lá para quem quisesse dar uma mudada no visual e para quem estivesse com fome: food trucks para todos os gostos.

mecasul_173

mecasul_175

mecasul_192

mecasul_203

mecasul_218

mecasul_233

mecasul_235

mecasul_236

mecasul_243

mecasul_247

mecasul_253

mecasul_262

mecasul_270

mecasul_271

mecasul_274

mecasul_277

mecasul_282

Dá uma olhada no que rolou por lá:

mecasul_291

mecasul_292

mecasul_297

mecasul_298

mecasul_304

mecasul_305

mecasul_309

mecasul_325

mecasul_337

mecasul_345

mecasul_348

mecasul_351

mecasul_364

mecasul_368

mecasul_377

mecasul_378

mecasul_396

mecasul_405

mecasul_418

mecasul_419

mecasul_429

mecasul_435

mecasul_440

mecasul_450

mecasul_461

mecasul_464

mecasul_466

mecasul_474

mecasul_479

mecasul_494

mecasul_495

mecasul_496

mecasul_499

mecasul_504

mecasul_518

mecasul_520

mecasul_522

mecasul_524

mecasul_525

DSC_2523 - Cópia

DSC_2550 - Cópia

DSC_2573 - Cópia

DSC_2609 - Cópia

DSC_2617

mecasul_053

mecasul_058

mecasul_072

mecasul_076

Fotos: I Hate Flash

0 Comentários

Estamparia Digital

Dos dias 20 a 22 de janeiro Porto Alegre será a sede do curso “STAMP: Processo criativo e técnicas para estamparia digital”. As gurias que vão ministrar, Camila Wrass e Rafaela Camerini, focam principalmente na técnica para tornar a estamparia digital competitiva e com uma identidade mais fortalecida e independente na indústria da moda gaúcha. A ideia é capacitar profissionais fornecendo todo o suporte para o aprimoramento do conhecimento técnico e do processo criativo.

stamp 1 creditos reprodução

“O STAMP propõe o desenvolvimento de um novo olhar à estamparia através de diversas técnicas e ferramentas de construção gráfica”, comenta Camila. “Nós reunimos recursos teóricos e práticos para, justamente, fomentar o olhar e outros sentidos, instigando além do óbvio para a aprendizagem e desenvolvimento de padronagens”, define Rafaela.
O curso acontece no espaço coworking Esporo e tem curadoria do Entre Ellas. As aulas terão o amparo da metodologia do Duplo Diamante, conceito utilizado no Design Thinking e o mais legal é que ao final dos três dias de curso o aluno receberá em casa uma amostra de tecido com a própria estampa criada!
stamp 4 creditos reprodução

Quem ministra:

CAMILA WRASSE – Formada em Moda pela Universidade Feevale, é a idealizadora da empresa de estamparia W Estúdio, que hoje atua no desenvolvimento de padronagens para diversas áreas. Junto com a habilidade de criar estampas, descobriu que compartilhar é mais importante. Acredita que criar em um processo colaborativo é muito mais inspirador.
RAFAELA CAMERINI – Formada em Moda pela Universidade Feevale, participou do Estaleiro Liberdade 2012, Art of Hosting Florianópolis, Art of Hosting Porto Alegre, grupo de estudos sobre Comunicação Não-Violenta e TEDx Laçador 2014. Atua no planejamento estratégico do curso e na facilitação de processos criativos e de grupo.

Local: Esporo.cc (Praça Monsenhor Emílio Lottermann, 74), Porto Alegre
Horário: das 19h às 22h
Inscrições: Até o dia 19 de janeiro pelo e-mail fique@entreellas.com

0 Comentários
Captura de Tela 2014-12-14 às 21.27.53

Faça sua busca através de tags

Web